“Boom” das redes impulsiona busca por procedimentos estéticos faciais (Foto: Divulgação)

Com a era das “selfies”, das videoconferências e no auge no universo “instagramável”, a procura por procedimentos estéticos faciais cresceu consideravelmente no Brasil. O levantamento feito pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), mostra que entre as cirurgias na face mais procuradas no mundo estão a rinoplastia (método de correção no nariz) e a blefaroplastia (plástica de pálpebras). Somente a rinoplastia apresentou um crescimento de mais de 60% em 2022 comparado ao ano anterior.

> Siga o Virgula no Instagram! Clique e fique por dentro do melhor do Entretê!

Para Hégena Costa, médica especialista em cirurgias de face, membro da Federação Internacional de Sociedades de Cirurgias Plásticas Faciais  e diretora da Clínica da Face, apesar de a rinoplastia ser um procedimento repleto de benefícios, é necessário cautela na análise já que imagens como as “selfies” e utilização de filtros podem distorcer  as medidas do rosto que, muitas vezes,  chegam a aumentar o tamanho do nariz em até 6% devido às amplas lentes da câmera frontal. “Essa é uma das razões que levam pessoas, principalmente jovens, por conta da distorção de imagem, procurarem uma rinoplastia. Nesse momento, é fundamental o apoio do profissional da saúde durante a consulta para esclarecer e orientar sobre a real necessidade de um procedimento e, em alguns casos, inclusive indicar acompanhamento psicológico ou outro profissional”, explica.

Por outro lado, a médica afirma que, quando recomendado por um especialista, a rinoplastia traz uma série de benefícios em termos de melhorar a aparência, harmonizar o rosto, corrigir problemas respiratórios e conquistar mais autoconfiança, qualidade de vida e autoestima para o exercício das atividades profissionais e pessoais. “O mundo virtual também trouxe mais informações sobre procedimentos estéticos os quais estão cada vez mais tecnológicos. A popularização dessas mídias e o aumento das videoconferências, especialmente com a pandemia e o crescimento do trabalho “online” frente às câmeras, também intensificou a busca do público por um rosto harmonizado. Somente aqui na clínica, percebemos um aumento de 30 % na procura por este tipo de procedimento”, complementa a especialista que, da mesma forma, destaca a rinoplastia na melhoria da saúde se o objetivo for problemas respiratórios.

Rinoplastia sem martelo

Um dos receios do paciente na hora de realizar esta cirurgia é devido ao método utilizado. Com um auxílio de um pequeno martelo, o osso é fraturado, o que resulta em um longo tempo de recuperação, além de inchaços e hematomas.

Entretanto, os avanços tecnológicos também permitiram que as técnicas fossem refinadas. É o caso da rinoplastia ultrassônica, que consiste no uso de um aparelho que, por meio de vibrações, permite ao cirurgião remodelar o osso e realizar a fratura nasal necessária para o procedimento de forma menos traumática. A nova metodologia é utilizada no Brasil há pouco mais de três anos por alguns cirurgiões plásticos.

“Com a rinoplastia ultrassônica, o paciente não fica mais tão inchado ou com hematomas e a recuperação é bem mais rápida. A principal vantagem da rinoplastia ultrassônica é a de preservar estruturas importantes, como cartilagem, mucosa e vasos sanguíneos presentes na região e por ser muito mais precisa do que o método tradicional. Além disso, a recuperação é mais rápida e confortável para o paciente”, ressalta a médica que utiliza rotineiramente a tecnologia nas cirurgias realizadas na Clínica da Face.

Sobre a Clínica da Face

Fundada em 2003 e com sede em Uberlândia, Minas Gerais, a Clínica da Face é especializada em todos os procedimentos estéticos, funcionais e reparadores da face, entre eles cirurgias de alta complexidade com técnicas inovadores, bem como aplicação de toxina botulínica, preenchimentos, entre outros.


int(1)

"Boom" das redes impulsiona procura por procedimentos estéticos faciais