Bailinho terá sua primeira edição de carnaval, no sábado, 10 de fevereiro (Foto: Divulgação)

O Bailinho vai ganhar uma edição de carnaval inédita, e a única deste verão. A festa icônica idealizada por Rodrigo Penna, que há mais de 15 anos revolucionou (e até hoje influencia) a noite carioca com uma explosão de criatividade, elementos cênicos e performances inusitadas, vai acontecer no sábado 10 de fevereiro. E, dessa vez, o público vai dançar a noite toda sem sentir calor, numa super tenda acústica climatizada no Jockey Club da Gávea.

> Siga o Virgula no Instagram! Clique e fique por dentro do melhor do Entretê!

A festa, que tem como marca registrada a reunião de diferentes tribos, artistas e mentes criativas, terá surpresas e novidades. Um dos destaques é a apresentação de Lucinha Nobre e Matheus André, porta-bandeira e mestre-sala da Unidos da Tijuca, que vão bailar na pista de dança ao som do samba-enredo da agremiação e de sucessos que representam os 40 anos de Lucinha na Sapucaí. Como é tradição no carnaval, haverá eleições para a “Melhor Fantasia” e para “Muso e Musa do Carnaval”, além da distribuição de diversos brindes exclusivos, como adereços, caixinhas de camisinha e leques.

Rodrigo Penna tocará na companhia de seu mais antigo parceiro, o DJ Markinhos Meskita, e da DJ Helen Sancho, sua dupla em festas como “Alento” e “Com carinho, Rodrigo e Helen”. No line up especial, ele promete reunir tudo de melhor do Bailinho (que mistura clássicos do pop, black e indie com hits contemporâneos e eletrônicos, e muita música brasileira), além de marchinhas de carnaval e sambas-enredo.

Realizado pela Bailinho Produções em parceria com o produtor André Barros, o Bailinho de Carnaval será parte da programação do Haras Pavillon, evento que ocupará as Tribunas B e C do Jockey Club em fevereiro. Além do ar condicionado, a festa terá banheiros de fácil acesso, iluminação especial e, claro, a identidade visual que é marca registrada da festa. As vendas gerais estão com código promocional de R$60 disponível.

“De certa forma, o Bailinho de Carnaval é dois em um. Ele é um carnaval off, para quem não gosta de carnaval, porque vamos tocar pop, hits de várias épocas e outros ritmos. Ao mesmo tempo, é um carnaval, porque vou tocar marchinhas, sambas-enredo. Teremos um momento de apresentação de porta-bandeira e mestre-sala, vai ter muito confete e serpentina e em pleno sábado de carnaval!”, reforça Rodrigo Penna.

O Bailinho de Carnaval terá stands fixos com comidinhas variadas, do Brewteco e Ferreirinha, do H.A.R.A.S Rio, nas Tribunas B e C. A festa acontecerá no primeiro andar, em um espaço plano com acessibilidade, banheiros de fácil acesso, iluminação especial e, claro, a identidade visual que é marca registrada da festa. As vendas gerais já começaram pela plataforma Ingresse.


int(1)

Bailinho terá sua primeira edição de carnaval, no sábado, 10 de fevereiro